Blog

Fraude em pescado: quanto você perde?

Quando o comprador recebe um container com pescado filetado é praticamente impossível identificar visualmente se o pescado que chegou é realmente aquele comprado. Nesse caso, somente o teste de DNA permite que se tenha certeza da espécie, mesmo em produtos filetados, processados ou já cozidos.

 

Se uma indústria de alimentos compra bacalhau e leva, enganada, polaca (o famoso “gato por lebre”), isso configura fraude em pescado e o prejuízo pode ser enorme, tanto financeiro quanto em relação à sua reputação. A construção de boa reputação é um processo lento, e um cliente desconfiado pode colocar em risco o trabalho de anos.

 

Com o aumento das importações de pescado, o uso de testes de DNA para avaliar os fornecedores se coloca como uma alternativa economicamente viável e tecnicamente muito confiável. Ganha quem compra, quem vende produtos de qualidade e todos nós, consumidores.

 

Você desconfia que está sendo enganado? Procure nossa equipe e saiba como testar o seu fornecedor!

 

Comente com o Facebook

Write a comment